Buscar
  • Sabrina Salles

A IMPORTÂNCIA DA ILUMINAÇÃO NO DESIGN DE INTERIORES

Atualizado: Ago 2

Natural e artificial, ela vai garantir beleza, funcionalidade e bem-estar aos ambientes


Ela nem sempre é perceptível, mas é, extremamente, importante para a decoração de uma casa. A iluminação é essencial para valorizar os ambientes e um artifício indispensável para criar um diálogo entre o espaço, as superfícies, as texturas, as formas, as cores e, acima de tudo, com as pessoas que se utilizam esses ambientes. Afinal, um bom projeto de iluminação não beneficia apenas o espaço do ponto de vista estético, mas também promove o bem-estar.


A iluminação precisa ser distribuída adequadamente para o conforto e tranquilidade, alinhada à posição do mobiliário. O projeto deve considerar a praticidade e a estética que se deseja alcançar e ter como foco o espaço e quais os elementos serão valorizados.



Aliar a luz natural à artificial pode garantir versatilidade ao ambiente, nos mais variados usos. Não há nada melhor do que a luz natural para iluminar ambientes, proporcionando conforto e equilíbrio perfeito entre luz e cores. A luz natural é também uma grande aliada à saúde, aumentando a disposição e a produtividade.


A iluminação precisa estar em harmonia com a decoração para equilibrar os ambientes. As cores de um determinado cômodo são favorecidas pela distribuição de vários pontos de luz, elas beneficiam sempre a iluminação similar ao seu próprio tom.



A iluminação deverá ter uma característica imprescindível: funcionalidade. Por conta disso, deve posicionar as lâmpadas de um modo diferente, de acordo com as atividades que são realizadas em cada ambiente. Além de ter a função de clarear os ambientes de forma adequada, também valoriza os elementos de destaque, deixando o espaço mais aconchegante, mais acolhedor, dando vida ao projeto.


A luz artificial é perfeita para criar ambientes muito específicos, indiretamente, ela permite realçar um ou outro elemento em particular, como um quadro, uma planta, uma peça de arte ou uma característica arquitetônica, já diretamente ela auxilia uma atividade que pede mais iluminação como cozinhar, ler, trabalhar e estudar.


DICAS


- Preferência por lâmpadas quentes para as salas, dormitórios, lavabos e frias para cozinhas e banheiros.


- A tecnologia dimmer pode reduzir em nível da iluminação, deixando o ambiente com a quantidade de luz desejada.


- Abuse de pendentes, abajures e paflons quando não há forro de gesso, assim, dá para criar cenários de iluminação.


- Para os quartos infantis, abuse da iluminação RGB, que permite mudar de cores e criar cenas diferentes.


Crédito das fotos: Julia Herman e Kadu Lopes



#arquitetura #sabrinasalles #projetoluminotecnico #iluminacao





31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo